A crise socioeconômica causada pela pandemia do novo coronavírus agravou o problema da insegurança alimentar para as populações mais pobres do País. Atenta a essa situação, a Campanha Natal Sem Fome será lançada no próximo domingo (18), às 8 horas, no Aterrinho da Praia de Iracema, em frente à Estátua Iracema Guardiã, com a finalidade de conscientização.

Ao lado de uma ampla faixa com os dizeres da Campanha, as pessoas que passarem pelo local serão sensibilizadas e convidadas a doar alimentos ou dinheiro para compra de cestas básicas que ajudarão a enfrentar a situação. Do mesmo modo, a iniciativa terá lançamentos em vários estados do país no mesmo dia.

A Campanha Natal sem Fome é promovida anualmente desde 1993, articulada nacionalmente pela ONG Ação da Cidadania e desenvolvida no Ceará pelo Instituto Nordeste Cidadania (Inec).

Além de arrecadar alimentos não perecíveis para a população em situação de vulnerabilidade social, a edição deste ano pretende ainda conscientizar e orientar a sociedade sobre o direito a uma alimentação saudável e à segurança alimentar e nutricional. bem como fortalecer a rede Ação da Cidadania e resgatar a história e os valores do sociólogo Herbert de Souza (Betinho), idealizador da Campanha.

Em âmbito nacional, a ação conta com a parceria de duas agências da ONU, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o Programa Mundial de Alimentos (PMA). Além disso, organizações e empresas como Ifood, AME, Mastercard, Lojas Americanas, Camil, Rede de Shoppings Ancar Ivanhoe, Fiocruz e CBF também participarão nacionalmente de toda a Campanha.

Da mesma forma, no Ceará, a iniciativa conta com a parceria da Ticket, Camed Corretora, Defesa Civil do Ceará, Movimento ODS Ceará e Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (Conseas) do Ceará e de Fortaleza.

Doações

A meta de arrecadação para o Ceará é de 36,7 toneladas de alimentos e, para o Inec, já que a atuação abrange toda a região Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo, a meta é arrecadar 120 toneladas.

Qualquer pessoa pode participar individualmente ou com a arrecadação e doação em grupos, e as empresas também realizar doações.

Acesse www.inec.org.br/natalsemfome ou www.natalsemfome.org.br e contribua com qualquer valor, que será revertido para compra de cestas básicas.

Doações de gêneros alimentícios não perecíveis  poderão ser entregues na Sede do Inec, localizada na Av. Dr. Silas Munguba, 3500, Itaperi até o dia 18 de dezembro.

No ano passado, a Campanha arrecadou 941.706 quilos de alimentos nacionalmente. No Ceará, mais de 40 instituições e aproximadamente 1.700 famílias foram beneficiadas.

Conscientização

Até o final da campanha, o Inec também promoverá uma série de lives no seu instagram, com temas associados à segurança alimentar, nutrição, cultivo de hortas urbanas, entre outros. ANo dia 10 de novembro, será realizada uma transmissão especial no canal do Inec no Youtube, com o objetivo de estimular a doação em dinheiro e envolver colaboradores, parceiros e público beneficiário.

Sobre a fome no Brasil

Segundo O Estado da Segurança Alimentar e da Nutrição no Mundo 2020 (SOFI), relatório anual sobre a fome no mundo desenvolvido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em 2019, quase 690 milhões de pessoas (8,9% da população mundial) passaram fome, ou seja, cerca de 10 milhões a mais que em 2018. Desse total, 47,7 milhões de pessoas estavam na América Latina e no Caribe.

De acordo com as projeções do estudo, com a pandemia, mais 132 milhões de pessoas devem ser lançadas para a situação de fome crônica até o final deste ano.

Sobre a Ação da Cidadania

A ONG Ação da Cidadania nasceu em 1993, formando uma imensa rede de mobilização de alcance nacional para ajudar 32 milhões de brasileiros que, segundo dados do Ipea, estavam abaixo da linha da pobreza.

Criada no auge do Movimento pela Ética na Política, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida se transformou no movimento social mais reconhecido do Brasil.

Seu principal eixo de atuação é uma extensa rede de mobilização formada por comitês locais da sociedade civil organizada, em sua maioria compostos por lideranças comunitárias, mas com participação de todos os setores sociais.

Em 27 anos, já foram arrecadados pela Ação da Cidadania, 32 milhões de quilos de alimentos, alcançando mais de 20 milhões de pessoas em todo o Brasil.


Share This